Cuidando dos novos filhotinhos!

Quem opta por não castrar seus pets ou até mesmo resgatar uma cadelinha grávida, enfrenta a tarefa de cuidar dos filhotinhos que vieram ao mundo.

Este é um momento delicado tanto para a nova mamãe, como para os recém-nascidos.

Então, vamos dar algumas dicas de cuidados necessários para este momento!

Vamos lá?

Ambiente

Um dos cuidados iniciais é com criar um lugar adequado para que a cadela e os filhotes possam ficar sossegados.

Pode ser colocada uma caixa grande, que tenha espaço suficiente para todos os peludinhos, com um pano bem macio ou uma cobertinha forrando, em algum cantinho bem arejado, limpo e quentinho.

Para garantir a tranquilidade dos animais, é melhor manter crianças ou outros pets longe no começo.

Mamãe

A nova mamãe também precisa de cuidados especiais, pois é ela quem provê alimento e cuidados para os filhotes no início.

É bom reforçar a alimentação da cadela e prestar atenção à forma como ela lida com os pequeninos, se está aceitando todos da mesma forma.

Nas primeiras semanas, é comum a mãe lamber as partes íntimas dos filhotes, pois isso os estimula a fazerem as necessidades. Caso ela não faça, é preciso simular a lambida com um algodão umedecido.

Outra situação que pode ocorrer é a depressão pós-parto. Não se alimentar direito, dormir demais ou até evitar os filhotes são sinais da doença.

Nesse caso, procure ajuda profissional

Alimentação

O leite materno é a melhor e principal fonte de alimento para os filhotes. Por isso, é preciso observar se todos os recém-nascidos estão conseguindo se alimentar corretamente.

Se algum dos nenéns esteja ficando para trás, é preciso que o tutor mesmo o alimente.

Neste caso, é necessário consultar um veterinário para que ele possa indicar o que fazer.

O profissional também vai indicar qual o melhor momento para introduzir comidas diferentes na alimentação dos filhotes, até que se possa dar ração.

Não esqueça de fornecer bastante água também!

Vacinação e vermifugação

Por fim, um dos pontos mais importantes é o cuidado com a saúde dos filhotes, que ainda é muito frágil e suscetível a doenças graves.

A partir das três semanas de vida, o tutor já pode ministrar um vermífugo para eliminar quaisquer parasitas no organismo dos pets.

Na consulta com o veterinário, ele poderá indicar o melhor remédio.

Neste post nós falamos sobre a importância da vermifugação dos cães, clique aqui para ler.

Já a vacinação pode ser iniciada a partir dos 2 meses.

É extremamente importante estar atento aos prazos e vacinas necessárias, pois elas protegem os cães de diversas doenças, como a cinomose, raiva e zoonose.

Confira também nosso post sobre a importância da vacinação e o calendário anual com as doses necessárias clicando aqui.

Reforçamos novamente que o tutor deve sempre consultar o veterinário, para que ele indique as vacinas necessárias.

No Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *